Presidente do SINDICOMIS/ACTC compareceu ao ENAEX 2018 e solicitou audiência com o ministro Marcos Jorge

Data de Publicação: 2018-08-16

O presidente do SINDICOMIS/ACTC, Luiz Ramos, participou da 37ª edição do Encontro Nacional de Comércio Exterior (ENAEX). O evento foi promovido pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), em 15 e 16 de agosto, no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro (RJ).


Ao se reunir com o titular do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Jorge de Lima, Ramos solicitou uma audiência: “Temos vários assuntos da área do comércio exterior a tratar com o ministro; em especial, a autorização para que nossas entidades possam emitir o Certificado de Origem”.


O ministro Marcos Jorge enalteceu a importância de entidades como o SINDICOMIS/ACTC contribuírem para uma maior competitividade e fortalecimento do comércio exterior.


O ENAEX 2018 contou com vários palestrantes ligados à área do comércio exterior, como, por exemplo, da Câmara de Mediação e Arbitragem (CAMES), da Secretaria de Comércio Exterior (SECEX), da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), entre outros.


Luiz Ramos aproveitou sua participação para estreitar a relação com esses órgãos intervenientes do setor, tendo em vista as várias demandas já levadas a conhecimento deles, durante audiências realizadas na semana passada, na capital brasileira.


O chamado custo Brasil – conjunto de dificuldades estruturais, burocráticas e econômicas que encarecem o investimento no País e tiram competitividade no comércio exterior – foi um dos temas principais da abertura do evento.


Entre as razões do pessimismo, o presidente da AEB elencou o alto custo Brasil, estimado em 30% em estudo da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAC).


Castro disse que o único caminho é promover reformas (tributária, previdenciária, entre outras) urgentemente, reduzir a burocracia, investir em infraestrutura e acabar com a insegurança jurídica que assustaria os mercados nacional e internacional.


O presidente de honra da AEB, Ernane Galvêas, que também é consultor econômico da CNC, observou que, apesar do cenário atual, o comércio exterior está ajudando o Brasil a enfrentar a crise.


“Vivemos um dos piores períodos de recessão da história. O comércio exterior, sobretudo o setor agroexportador, vem sendo de grande importância para o País”, ressaltou Galvêas, ao saudar os participantes da 37ª edição do ENAEX.


Nova plataforma de consulta de dados


O ministro Marcos Jorge apontou os desafios para tornar o comércio exterior mais competitivo. O diálogo e o fortalecimento das relações com mais de 15 países (entre eles, China e Estados Unidos, importantes parceiros comerciais do Brasil) oferecem a possibilidade de melhor acesso para as exportações brasileiras a países que representam metade do PIB mundial.


Ele citou as ações que vêm sendo realizadas em relação à agenda regulatória de comércio exterior e promoveu o lançamento do COMEX STAT, a nova plataforma que substitui o Aliceweb – atual sistema para consultas online de estatísticas de comércio exterior do governo brasileiro.


Fonte: Assessoria Jurídica/Parlamentar – SINDICOMIS/ACTC


Contato

Nosso time está a postos para responder sua dúvida

Rua Avanhandava, 126

6º andar

Bela Vista - CEP 1306-901

São Paulo - SP

11 3255-2599

actc@sindicomis.com.br

600 Caracteres Restantes

Sua mensagem foi enviada, retornaremos em breve!

Ops. Algo deu errado, tente novamente.