Receita Federal participa da Operação Overload no Aeroporto de Viracopos (SP)

Foi deflagrada, na manhã desta terça-feira (6/10), a operação Overload, da Receita Federal em conjunto com as Polícias Federal, Civil e Militar, contra tráfico de drogas pelo Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

A organização criminosa é composta por brasileiros, responsáveis pelo fornecimento de cocaína que seria exportada para a Europa. Além disso, o grupo aliciava funcionários do aeroporto para que interferissem a favor da quadrilha nas atividades de logística do terminal.

No perímetro aeroportuário, 10 servidores da Alfândega de Viracopos participaram da ação, que resultou na prisão de funcionários de empresas de transporte internacional e prestação de serviços envolvidos no tráfico.

As investigações, que desde o início contaram com o apoio da Receita Federal, começaram a partir da realização de apreensões, na área restrita de segurança do terminal, de dezenas de quilos de cocaína antes do embarque.

A ação mapeou a rede criminosa, identificando as respectivas lideranças, as pessoas com quem se relacionavam e o processo empregado na exportação de grandes quantidades de cocaína, a partir do aeroporto, com destino ao continente europeu. A quadrilha também operava para ocultar o lucro obtido com o empreendimento criminoso.

Com a concretização da operação, a expectativa é de uma redução do volume de drogas, especialmente cocaína, apreendidas no âmbito do aeroporto de Viracopos. O volume de drogas apreendido no local vinha crescendo de forma alarmante atingiu – considerando a remessa expressa, a exportação e a bagagem – quase uma tonelada apenas no ano de 2019.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Associe-se

Filie-se

Dúvidas?

Preencha o formulário abaixo e nossa equipe irá entrar em contato o mais rápido possível!