Governo quer restaurar voto de qualidade no Carf

Uma das medidas de ajuste das contas públicas que podem ser anunciadas amanhã pelo governo é a retomada do voto de qualidade pró-Fazenda quando um processo administrativo tributário fica empatado no Carf.

A mudança exige que seja publicada uma Medida Provisória para revogar o artigo 28 da Lei 13.988/2020. Essa norma determina que, em caso de empate, a decisão será a favor do contribuinte. O efeito prático dessa mudança é a inversão do que passou a prevalecer no Carf desde que a Lei 13.988/2020 entrou em vigor.

Com o fim do voto de desempate pró-Fazenda, os contribuintes passaram a ter no Carf um ambiente muito mais favorável para as contestações de atos da Receita Federal. Estima-se que há mais de R$ 1 trilhão em processos que contestam a incidência de tributos e multas aplicadas pelos auditores fiscais. Aproximadamente metade desse valor seria mais rapidamente recolhida aos cofres federais com a volta do voto de qualidade.

(Jota)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Associe-se

Filie-se

Dúvidas?

Preencha o formulário abaixo e nossa equipe irá entrar em contato o mais rápido possível!